Equipa de agronegócios implementa uma formação sobre cálculo de custos de produção de arroz com o objetivo de alcançar preços competitivos no mercado

Equipa de agronegócios implementa uma formação sobre cálculo de custos de produção de arroz com o objetivo de alcançar preços competitivos no mercado

Na semana passada, a equipa do Agronegócio da Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural (SRADR) da RAEOA – ZEESM TL implementou uma formação sobre o cálculo do custo de produção com os produtores de arroz Oé-Cusse. Por meio de exercícios teóricos e práticos, técnicos especializados do SRADR, com o apoio do PNUD em Timor-Leste, ajudaram os produtores locais de arroz a desenvolver uma estratégia de custos de produção para estabelecer um preço competitivo para o arroz local Membramu ​​(Oé-Cusse) poder competir com o arroz importado no mercado nacional.

O objetivo deste workshop foi apresentar aos agricultores locais os temas do agronegócio e planeamento financeiro, explicando-lhes como, através do planeamento prévio de custos, podem aumentar seus benefícios a curto e médio prazo. A equipa da SRADR aproveitou também a oportunidade para mostrar uma análise comparativa entre os resultados obtidos com o método tradicional em anos anteriores e os novos resultados obtidos com a técnica inovadora de produção de arroz que a RAEOA – ZEESM TL, com o apoio técnico do PNUD, está a implementar na região desde 2017.

Durante a formação, o diretor da Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Sr. Sirilio Baba, agradeceu aos agricultores o seu envolvimento no processo e encorajou-os a adaptar sua mente a uma perspectiva do agronegócio. O Sr. Sirilio Baba afirmou que: “Precisamos ir além e começar a pensar em estabelecer a organização como uma cooperativa com o objetivo de criar um vínculo entre produtores locais, sistemas de gestão de água e o mercado”.

Esta formação sobre o cálculo do custo de produção faz parte da estratégia do Secretariado Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural para aumentar a produção local de arroz em Oé-Cusse através da implementação de uma técnica inovadora de produção de arroz baseada em grandes faixas entre fileiras de arroz. Nos próximos cinco anos, a RAEOA – ZEESM TL e o PNUD estão a planear ampliar o programa em Oé-Cusse para beneficiar mais de 340 agricultores e cobrir mais de 700 Ha.