Presidente da Autoridade: “Executar Orçamento é apresentar os resultados, e não apenas gastar o dinheiro”

Presidente da Autoridade: “Executar Orçamento é apresentar os resultados, e não apenas gastar o dinheiro”

Começou hoje, 8 de julho de 2019, e decorre até amanhã, no Salão de Palaban, o encontro que junta Secretários Regionais, chefes de Departamento, técnicos e assessores da RAEOA – ZEESM TL e a Equipa do Ministério das Finanças da RDTL, com vista à integração e implementação do Sistema GRP, que tem como objetivos anunciados um planeamento, orçamentação e execução de orçamento com base num sistema integrado e único. 

A agenda de trabalhos inclui, ainda, a deslocação e visita guiada aos projetos em curso na Região.

A abertura dos trabalhos coube ao Presidente da Autoridade da Região  Administrativa Especial de Oe-Cusse Ambeno E das Zonas Especiais de Economia Social de Mercado de Timor-Leste (RAEOA – ZEESM-TL), S.E. Dr. Mari Alkatiri, que começou por salientar a importância destes dois dias de formação na RAEOA e do estabelecimento da cooperação entre as duas entidades, sublinhando no entanto que “executar orçamento é apresentar resultados, não é gastar o dinheiro”.

S.E. Dr. Mari Alkatiri lembrou que, quando esteve no I governo, começou sem orçamento e, assim que os resultados surgiram, sofreu um golpe de Estado para o afastarem. Agora, depois de cinco anos na RAEOA, quando os resultados do investimento estão à vista, querem novamente puxar a Região para trás. “Os sistemas de gestão têm de servir as pessoas que os usam para executar o orçamento, não podem servir para controlá-las e limitar essa execução”, defendeu, enfatizando a necessidade de formação continua dos funcionários envolvidos na gestão orçamental.

Sem esconder a satisfação de ter visto o Primeiro-Ministro reconhecer que o Aeroporto Internacional de Oé-Cusse Ambeno “Rota do Sândalo” é uma referência para o País, porque criar novas referências de desenvolvimento para reprodução em todo o território é o objetivo do projeto piloto da RAEOA, S.E. Dr. Mari Alkatiri garantiu que, se se mantiver em Oé-cusse, vai continuar a lutar para que exista um sistema de comunicações de primeiro mundo, que é essencial para que o sistema informático de gestão orçamental, com atualizações em tempo real e sincronização com o sistema nacional, funcione. Irá, por isso, continuar a lutar pela ligação de um cabo de fibra na Região. “Já temos um aeroporto de primeiro mundo e infraestruturas de primeiro mundo, temos de ter comunicações de primeiro mundo”, defendeu.

O Presidente da RAEOA – ZEESM TL concluiu a sua intervenção garantindo que o trabalho que faz, como toda a vida fez e sempre fará, é “a favor do interesse nacional, não de interesses pessoais ou partidários” e, acrescentou que, se nao estiver como Presidente em Oé-cusse, ainda assim não irá abandonar a Região mas criar uma “Autoridade Sombra” para continuar a acompanhar o desenvolvimento e intervir na política na Região. 

Determinado a manter o ritmo que tem vindo a imprimir ao desenvolvimento da Região até ao último dia, S.E. Dr. Mari Alkatiri ausentou-se da sessão após o início dos trabalhos para reunir com potenciais investidores e promotores de emprego na Região.