RAEOA – ZEESM-TL e UNDP* avaliam trabalho feito e preparam o próximo triénio com apostas fortes na Inovação, Agricultura, Educação e Turismo

RAEOA – ZEESM-TL e UNDP* avaliam trabalho feito e preparam o próximo triénio com apostas fortes na Inovação, Agricultura, Educação e Turismo

O Presidente da Autoridade da Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA – ZEESM – TL), S.E. Dr. Mari Alkatiri, reuniu na manhã de quarta feira, dia 23 de janeiro de 2019, com o Resident Representative Claudio Providas, da UNDP, para delinear e assinar o programa de trabalhos para o próximo triénio (Janeiro 2019 – Dezembro 2021). A coordenadora local do projeto da UNDP, aproveitou a ocasião para recordar o trabalho que, em parceria com a RAEOA – ZEESM – TL, tem vindo a ser desenvolvido em áreas que vão da Educação à Saúde, do Empreendedorismo à Agricultura, do Turismo ao Aprovisionamento. Assim, no âmbito de cooperação, a UNDP alocou à Região diversos recursos humanos especializados e ainda serviços de apoio ao aprovisionamento que têm permitido poupanças, sem comprometimento da qualidade, na ordem dos 20%, em aquisições de diverso tipo, de viaturas a equipamentos informáticos.

Na Agricultura, destacam-se projetos como o que permitiu o aumento em 136% da produção local de arroz, numa experiência-piloto que deverá agora ser alargada em 14.000 ha, envolvendo diversos produtores e as respetivas comunidades. Paralelamente estão a ser desenvolvidos estudos específicos que ajudarão a determinar as culturas, e dentro destas as variedades, que devem receber apoios ao investimento, atendendo ao seu potencial de retirar da agricultura de subsistência inúmeras famílias, catapultando-as para situações de maior qualidade de vida. Com recurso a tecnologia avançada, os agricultores de Oé-Cusse terão acesso a sementes melhoradas e a formação destinada a aumentar a produtividade e a competitividade, bem como a ações pedagógicas para aumentar a literacia financeira e as capacidades de gestão, individual e cooperativa.

No Turismo, para além da permanente catalogação de motivos de interesse para visitantes, continua a produção de brochuras informativas e o desenvolvimento de sinalética. Na ótica do desenvolvimento da Economia Social, estão a ser formados guias turísticos dentro de cada comunidade, e apoiada a criação de pequenos negócios sustentáveis, no âmbito da nova Incubadora de Negócios, por onde já passaram mais de 300 pessoas e de onde já saíram dez negócios vencedores de um concurso de ideias que em breve terá uma segunda edição. A incubadora vai também entrar numa segunda fase, com mais formação, mais apoio e uma reforçada aposta na inovação e nos empreendedores mais jovens. Para o sucesso destas iniciativas, os responsáveis da UNDP destacaram que muito tem contribuído o trabalho feito pela Região e liderado pelo Presidente da Autoridade, Dr. Mari Alkatiri, junto dos chefes de suco.

Para o próximo triénio, a parceria RAEOA – ZEESM – TL e UNDP pretende contribuir para o aceleramento do crescimento da economia local. «Queremos sobretudo ajudar a sair da pobreza os mais carenciados, dando-lhes ferramentas e apoios», resumiu o Presidente da Autoridade. Consciente de que o futuro se prepara hoje, a Região continuará a destinar grande parte da sua atenção e investimento às áreas da Saúde e da Educação, aqui com, entre outros, um programa com o apoio do India-UN Development Partnership Fund, que colocará equipamento informático em quatro escolas e, às demais, fará chegar um laboratório informático móvel, onde os mais pequenos terão não apenas acesso a computadores mas, também, aulas de tecnologia e robótica.

Nesta reunião de trabalho estiveram presentes, ainda, os os Secretários Regionais Arsénio Bano, Leónia Monteiro e Inácia Teixeira.

*O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento é o órgão da Organização das Nações Unidas que tem por mandato promover o desenvolvimento e erradicar a pobreza no mundo.